Entre a Cruz e o Esquadro: Igreja e Maçonaria na Franca oitocentista

R$45,00

Entre 1798, quando o papa Clemente XII (1730-1740) lançou a Constituição Apostólica In eminenti, até o final do século XIX, a Igreja Católica lançou dezenas de documentos condenando a Maçonaria e as demais sociedades ditas “secretas”. No cerne dessas condenações, a concepção de que os maçons conspiravam contra a Igreja, e a de que a suas ideias eram incompatíveis com os dogmas católicos. No entanto, partindo de um mirante analítico calcado nas fontes e em recentes reflexões historiográficas, a questão parece indicar que existe bem menos entre o Céu e a Terra do que supõe a nossa “vã filosofia”. Essa é a concepção que perpassa o presente livro, que pretende analisar esse debate a partir de um objeto específico: a cidade de Franca nas duas últimas décadas do século XIX.