A importância da leitura na sala de aula

A escola apresenta várias oportunidades para que os estudantes comecem a ter gosto pela leitura.

A literatura tem um papel de grande grande importância no desenvolvimento dos estudantes, já que, além de motivar e estimular a leitura e a escrita, proporciona conhecimento em diversas áreas.  

A sala de aula é um dos principais lugares para se trabalhar a literatura, além de ser uma maneira dos educadores direcionarem os alunos a se interessarem por leitura. É com o hábito de leitura que crianças e jovens melhoram sua escrita, interpretação de texto e ampliam o vocabulário.

A literatura na aprendizagem e desenvolvimento 

A literatura permite que o aluno conheça personagens que, mesmo sendo fictícios, são guiados por reações e emoções reais. A história dos personagens desperta as mesmas sensações, estimulando a formação de um ser humano empático e solidário.

Os livros também têm a capacidade de ensinar as crianças a identificar conflitos e a lidar com eles. Elas estabelecem relações entre os fatos fictícios e a vida real.

Nos personagens, as crianças veem projeções de si mesmas e de seus colegas, pais ou professores. Mesmo que inconscientemente, elas são capazes de entender melhor o outro e desenvolvem competências socioemocionais importantes.

Como inserir a literatura no ambiente escolar

  • Planeje atividades interdisciplinares

A literatura não deve fazer parte apenas da aula de Português. Para isso, é essencial desenvolver um planejamento de aulas e de atividades que utilizem literaturas de diferentes áreas para estimular o conhecimento. 

  • Pratique debates sobre a leitura

Conversando sobre as interpretações e opiniões, os alunos têm a oportunidade de perceber como a literatura é capaz de influenciar em suas interpretações da sociedade e de suas vidas.

  • Tenha ações com objetivo

Quando o educador se propõe a usar a literatura em sala de aula, é preciso ter em mente os objetivos que deseja alcançar com aquela atividade. É importante adequar as propostas didáticas à idade e ao segmento dos alunos. Isso permite que o professor planeje formas atrativas e envolventes para engajar os estudantes.

Deixe um comentário